NOTÍCIAS


Alice Caymmi manda recados em 'Imaculada', álbum autoral que expõe dores e fragilidades da artista

Resenha de álbum

Título: Imaculada

Artista: Alice Caymmi

Edição: Rainha dos Raios / Altafonte

Cotação: * * 1/2

♪ Quinto álbum de Alice Caymmi, Imaculada está longe de ser o melhor disco da cantora e compositora carioca porque expõe as fragilidades da obra autoral da artista. Mas possivelmente seja o álbum mais pessoal e o mais sincero de Alice.

Dona de voz opulenta, a cantora já contabiliza dois álbuns antológicos na discografia iniciada há nove anos com o álbum Alice Caymmi (2012). Só que são álbuns de méritos repartidos.

Disco que projetou a artista há sete anos, Rainha dos raios (2014) resultou grandioso e até impactante pela produção musical e pelos arranjos de Diogo Strausz.

Já Electra (2019) foi disco de voz e piano – o de Itamar Assiere – que reiterou a grandiosidade do canto de Alice em repertório alinhavado com a fundamental colaboração do DJ Zé Pedro, mentor desse disco dramático, calcado no cancioneiro da MPB.

Entre um e outro, houve Alice (2018), disco pop de pegada R&B, produzido pela cantora com Barbara Ohana com som que ecoou a obra de Pabllo Vittar, convidada (não por acaso) da gravação de música Eu te avisei (Alice Caymmi, Barbara Ohana e Pablo Bispo).

Álbum lançado nesta sexta-feira, 15 de outubro, Imaculada se conecta com Alice pelo viés pop com a diferença de que, na produção musical do disco, a atual parceira da artista é Vivian Kuczynski, convidada e coautora de uma das dez músicas do repertório essencialmente autoral, Todas as noites (Alice Caymmi e Vivian Kuczynski), cuja letra é recado para ex-amor egoísta que quer voltar.

Do ponto de vista da composição do repertório, Imaculada se conecta com o primeiro jovial álbum da cantora, o já mencionado Alice Caymmi (2012), por expor a artista como compositora, só que desta vez sob ambiência pop eletrônica.




15/10/2021 – Liberdade FM

SEGUE A @LIBERDADE94

(69) 3198-0945

liberdade94@hotmail.com
Rua Machado de Assis, 6801
Rolim de Moura – RO

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO